Livro: Os Pensadores e a Ciência da Informação


Organizados pelos professores: José Eduardo Santarem Segundo, Márcia Regina da Silva e Solange Puntel Mostafa, foi publicado neste mês (abril/2012) o livro “Os Pensadores e a Ciência da Informação”.
O livro é mais um esforço conjunto de docentes do curso de Ciências da Informação e da Documentação (CID) da USP de Ribeirão Preto, e de convidados de outras universidades brasileiras.
O livro apresenta o pensamento de alguns clássicos em sua relação com a Ciência da Informação. São eles filósofos, sociólogos, historiadores, estudiosos da cultura, linguistas e informatas.
Editado pela E-Papers pode ser encontrado no site da própria editora ou ainda em grandes livrarias que estão dentro da rede de distribuição da editora.
Sumário:
APRESENTAÇÃO
O QUE BOURDIEU TEM A DIZER À BIBLIOMETRIA?
Márcia Regina da Silva, Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi
ROGER CHARTIER E PRÁTICAS DE LEITURA: UMA ABORDAGEM PARA O CAMPO DA INFORMAÇÃO
Cláudio Marcondes de Castro Filho
HISTÓRIA CULTURAL E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
Solange Puntel Mostafa, Márcia Regina da Silva, José Eduardo Santarem Segundo
ROBERT DARNTON: A HISTÓRIA DO LIVRO COMO CONTRIBUIÇÃO AOS ESTUDOS BIBLIOGRÁFICOS
Giulia Crippa
WITTGENSTEIN: UM ATIÇADOR PARA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
Luciana de Souza Gracioso
MICHEL PÊCHEUX E AS CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA DOCUMENTAÇÃO: UMA APOSTA NA INTERLOCUÇÃO
Lucília Maria Sousa Romão
INFORMAÇÃO E MEDIAÇÕES: CONSIDERAÇÕES EMTORNO DE LATOUR E BECKER
Marco Antônio de Almeida
TIM BERNERS-LEE E A CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: DO HIPERTEXTO À WEB SEMÂNTICA
José Eduardo Santarem Segundo
GILLES DELEUZE E A CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
Solange Puntel Mostafa
DA HISTÓRIA AO DEVIR, UMA CONCLUSÃO ABERTA
Solange Puntel Mostafa, José Eduardo Santarem Segundo, Márcia Regina da Silva
Sinopse:
O presente livro proporciona a descoberta do universo dos pensadores dedicados à Ciência da Informação, englobando parte da sua biografia e suas obras. Os autores, por sua vez, introduzem aos interessados a relação entre a teoria desses cientistas e o desafio da conjunção “e”, que engloba um extenso plano de possibilidades, desde a conexão entre elementos até a sua força em desestabilizar verbos e atribuições. Com esse propósito, os leitores podem ter a certeza de encontrar nessa obra diversas experiências informacionais, como livros, arquivos e web.
Vale a pena a leitura!

2 Comentários

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*