Instalação e configuração – Gnuteca

Tenho notado uma certa dificuldade da comunidade na tentativa de usar o Gnuteca, um ótimo software para automação de bibliotecas.
Segue um pequeno tutorial para instalar e configurar para uso.
1 – Instalar uma versão recente de 32 bits do Linux Ubuntu ou Linux Mint.
2 – Baixar gnuteca_3.2.3.deb no site (http://www.softwarepublico.gov.br/dotlrn/clubs/gnuteca/file-storage/). Precisa estar logado, se necessário crie uma conta.
3 – Instalar o arquivo baixado (basta dar dois cliques e ele abre a central de programas do ubuntu). Obs: vai dar um erro, pede para ignorar e instalar.
4 – Alterar a senha do usuario postgres do linux. Para isso execute o seguinte comando no terminal:
$ sudo passwd postgres
Inicialmente ele pedirá sua senha de administrador e depois para digitar e redigitar a nova senha para o usuário postgres (use como senha a palavra postgres, ou alguma que se recorde posteriormente). No nano utilize CTRL + O para salver e CTRL +X para sair.
5 – Alterar a senha do usuario postgres do próprio banco de dados. Para isso precisa estar logado com o usuário postgres do linux. Para isso execute os comandos abaixo:
$ su postgres
ele vai pedir a senha que foi alterada anteriormente (digite postgres se anteriormente mudou a senha para postgres)
$ psql -c “ALTER USER postgres WITH PASSWORD ‘postgres'” -d template1
se der certo receberá a mensagem ALTER ROLE
6 – Criar o database gnuteca3 com o seguinte comando:
$ createdb -U postgres gnuteca3 -E latin1 –locale=POSIX -T template0
7 – Entrar no Psql:
$ psql -U postgres gnuteca3
Ao executar o comando, se tudo der certo, receberá como prompt o seguinte:
gnuteca3=#
8 – Dentro do Psql executar os seguintes comandos:
\i /var/www/miolo25-gnuteca/modules/gnuteca3/misc/sql/dump_gnuteca3.sql
  \i /var/www/miolo25-gnuteca/modules/gnuteca3/misc/sql/dump_gnuteca3_users.sql
9 – Sair do psql (use \q)
10 – Sair do usuario postgres no linux, comando:
$ exit
11 – Alterar dentro da seção <db> do arquivo /var/www/miolo25-gnuteca/etc/miolo.conf, para isso execute o seguinte comando para abrir o arquivo em modo de edição:
$ sudo nano /var/www/miolo25-gnuteca/etc/miolo.conf  
Observa-se que o nano é um editor de texto.
O conteúdo a ser alterado dentro da seção <db> é a palavra postgres dentro das tags <password></password>:
<gnuteca3>
<system>postgres</system>
<host>127.0.0.1</host>
<port>5432</port>
<name>gnuteca3</name>
<user>postgres</user>
<password>postgres</password>
</gnuteca3>
12 – Alterar o arquivo pg_hba.conf do Postgres, usando o seguinte comando:
$ sudo nano /etc/postgresql/9.1/main/pg_hba.conf
Procure a linha abaixo:
# TYPE DATABASE USER ADDRESS METHOD
e a seguir coloque a seguinte linha:
host    all    postgres    127.0.0.1/32    trust
13 – Reiniciar o Postgresql
$ sudo service postgresql restart
14 – Basta digitar http://gnuteca.localhost (no browser) que seu gnuteca estará pronto para uso em ambiente local. (usuario e senha são a palavra “gnuteca”)
15  – Para que o gnuteca fique disponível para ser acessado via web, em outros micros, são necessárias algumas alterações no apache. Altere o arquivo ports.conf do apache:
$ sudo nano /etc/apache2/ports.conf
Dentro do arquivo vai encontrar as duas próximas linhas, na sequencia insira as próximas duas.
NameVirtualHost *:80
Listen 80
NameVirtualHost *:81
Listen 81
16 – Alterar o arquivo default em sites-avaiable do Apache 2. Deverá executar o comando a seguir para abrir o arquivo e copiar o conteúdo logo a seguir para o final do arquivo. Verifique que o ServerName passa a ficar comentado e é criado um virtual host para porta 81.
$ sudo nano /etc/apache2/sites-available/default
<VirtualHost *:81>
ServerAdmin admin@server.org
DocumentRoot /var/www/miolo25-gnuteca/html
# ServerName gnuteca.localhost
<Directory “/var/www/miolo25-gnuteca/html”>
AllowOverride None
Options Indexes FollowSymLinks MultiViews
Order allow,deny
Allow from all
</Directory>
ServerSignature On
php_value memory_limit 512M
php_value magic_quotes_gpc On
php_value short_open_tag On
php_value session.gc_maxlifetime 18000
php_value error_reporting ~E_ALL
</VirtualHost>
17 – Reiniciar o apache
$  sudo service apache2 restart
18 – Para executar do próprio micro execute o seguinte comando em um browser:
http://localhost:81
19 – Para acessar de outro micro na rede, utilize o endereço ip da máquina onde foi instalado o gnuteca.
http://numero_ip:81
20 – Se não sabe seu número IP vai até o terminal e digital o seguinte comando:
$ ifconfig

8 Comentários

  1. Depois de instalado, existem alguns procedimentos que devem ser feitos antes (grupos de privilégio, preferências, etc). Existe algum manual com instruções iniciais para começar a utilizar o sistema?

    • Caro Tiago,
      esse post já tem mais de 6 anos, o Gnuteca já era um software que precisava de um certo cuidado e manutenção e ele não teve. O software é realmente muito bom, mas ele parou no tempo, não sei exatamente qual seu objetivo ao usar ele, mas eu não consideraria utilizá-lo nem pra teste.
      Sobre o erro, creio que pode ser versão do SO, etc, mas penso que não vale a pena mais testes para os SOs mais novos.
      Atualmente creio que o Koha seja uma opção bem mais adequada e com uma comunidade mais ativa. Considere também usar o FOLIO, veja o vídeo do Tiago Murakami (https://www.youtube.com/watch?v=lZJXK9-MBQY&t=38s).
      Espero ter ajudado.

1 Trackback / Pingback

  1. Instalação e Configuração – Koha (Software automação bibliotecas) | Blog do Santarem

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*