Mestres e doutores fazem a diferença hoje no mercado

Quem diria: com a popularização dos cursos, portar um certificado de MBA já não é suficiente para se garantir no mercado. O mestrado e o doutorado ganham destaques, com nível mais alto de qualificação.

Nos EUA e em diversas partes do mundo, o MBA (Master in Business Administration) tem um grau equivalente ao de mestre, como o próprio nome diz (master). “No Brasil, o mestrado tradicional é mais voltado para quem deseja se aprofundar num tema e seguir a carreira de pesquisador. A formação é mais acadêmica. Na outra ponta, existem as especializações e o MBA, que são cursos mais pragmáticos, voltados para o mercado.

Um meio termo é o mestrado profissional, que une esse aprofundamento acadêmico do mestrado tradicional com o lado pragmático do MBA e das especializações”, comenta Fábio de Biazzi, da Ibmec São Paulo.

Faltam doutores

Em meados de abril, durante o 3º Fórum Brafitec, que reuniu pesquisadores brasileiros e franceses em Fortaleza (CE), Jorge Guimarães, presidente da Capes, comentou em sua palestra que em 2005 o Brasil formou 1.114 doutores em Engenharia. Naquele ano, o País somava 8.989 doutores nesta área. Nos próximos quatro anos, o Brasil terá de quadruplicar o número de doutores na área se quiser melhorar o desempenho industrial e empresarial. “O número de doutores em Engenharia é insuficiente para atender a demanda. O que formamos mal substitui as aposentadorias dos núcleos de pesquisa das universidades”, afirmou Guimarães.

Segundo ele, os engenheiros contribuem diretamente no desenvolvimento de processos, produtos e geração de novas empresas: “Há enorme demanda de pessoal qualificado nas áreas de energia, petróleo, gás, minas e metalurgia, automação industrial, bens de capital e outras. Essa demanda é manifestada junto a Capes por diversas empresas, como Petrobras, Companhia Vale do Rio Doce, Itaipu Binacional e muitas outras”. O País possui 4.894 docentes em engenharia; são 139 cursos de doutorado, dos quais 98% em instituições públicas. Isso mostra que o doutorado também é um bom caminho a ser trilhado, pois faltam profissionais titulados no mercado.

Notícia completa pode ser encontrada no site da Univem.

Fonte Original: Diário do Comercio – SP

Anúncios

Marcado:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: