Arquivo da tag: josé eduardo santarem segundo

Guia de Usuário do AtoM

Lançamos em Maio o Guia de Usuário AtoM.

 

Captura de tela 2017-05-08 20.31.37

O Manual de Usuário do AtoM é resultado do projeto firmado entre a Comissão Nacional da Verdade (CNV) e o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) e posteriormente vinculado ao Arquivo Nacional. Procura-se desenvolver documentação técnica sobre soluções voltadas ao campo dos arquivos, dada a pouca literatura sobre
o tema em português do Brasil.

Visa colaborar com a disseminação e uso da ferramenta livre AtoM (Access to Memory), na medida em que se faz cada vez mais necessário automatizar os processos arquivísticos. Atualmente, muitos documentos nascem e tramitam de forma digital, sendo necessárias formas seguras de serem arquivados no mesmo suporte, requerendo adaptação nos processos dos arquivos para abranger novos formatos de documentos
em ambiente virtual.
Esse manual tem como premissa ser ágil e introdutório, apoiando usuários iniciantes ou como material de apoio. Muitas instituições têm adotado o AtoM e precisam de documentação técnica que os apoiem na implantação e uso, de forma simples e pontual. Cabe a este manual, portanto, ser um documento inicial e de consulta para os profissionais das instituições usuárias do AtoM.

Atende da mesma forma aos estudantes de arquivologia e de outras áreas da Ciência da Informação, na medida em que cada vez mais os cursos têm incluído a tecnologia em seus currículos como forma de preparo ao mercado de trabalho. Requere-se cada vez mais documentos técnicos, que podem ser utilizados como materiais didáticos, de forma a atender às necessidades dos docentes e discentes.

Disponível de forma impressa também pode ser encontrado online em seu formato digital no endereço:  http://livroaberto.ibict.br/handle/123456789/1065

DESFRUTEM!!!

Anúncios

3º Encontro Internacional de Dados, Tecnologia e Informação

Dia 04/10/16 inicia o 3º Encontro Internacional de Dados, Tecnologia e Informação, na UNESP de Marília.

Ótima programação de apresentação de trabalhos e conferências!!

Segue link oficial: http://gpnti.marilia.unesp.br:8085/index.php/3DTI/3dti

 

folder_frente_versofolder_frente

Instalação e Configuração – Koha (Software automação bibliotecas)

Conforme publiquei a algum tempo atrás uma receita de bolo para instalar o software de biblioteca GNUTECA, faço agora o mesmo com o software KOHA. A intenção é disseminar o uso do ótimo software de automação de bibliotecas.

Em tempo, desfrutem do Manual do Koha, disponibilizado pelo IBICT.

 

A seguir um conjunto de passos para fazer a instalação e configuração inicial:

1 – Instalar o Linux Ubuntu 14.04 LTS 64 bits ou o Linux Mint 17.2 64 bits.

O procedimento descrito foi testado com essas duas versões de Linux. Testei também com o Ubuntu 15.10 32 bits mas apareceram alguns problemas, portanto sugiro o uso das citadas.

2 – Após instalar atualizar o apt-get

-> sudo apt-get update

3 – Instalar o Apache

-> sudo apt-get install apache2

4 – Instalar o PHP

-> sudo apt-get install php5 php5-cli php5-dev php5-mcrypt php5-curl php5-gd libapache2-mod-php5

5 – Instalar o MySQL e o PHPMyAdmin

-> sudo apt-get install mysql-client-5.5 mysql-server-5.5 php5-mysql phpmyadmin

– observe que tem que digitar a senha para o usuário root do mysql
– depois pode setar o apache2 para configurar como server web (basta marcar)

Depois vai pedir informações sobre o PHPMYADMIN
– senha para conta administrativa
– senha do MySQL para PHPADMIN

6 – Adicionar chave

-> wget -q -O- http://debian.koha-community.org/koha/gpg.asc | sudo apt-key add –

7 – Adicionar repositório do Koha

-> echo ‘deb http://debian.koha-community.org/koha stable main’ | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/koha.list

8 – Atualizar apt-get novamente

-> sudo apt-get update

9 – Instalar KOHA

-> sudo apt-get install koha-common

10 – Alterar o direcionamento das portas, editando o arquivo koha-sites.conf

-> sudo nano /etc/koha/koha-sites.conf

Alterar porta interna para 81

INTRAPORT=”81

Alterar porta OPAC para 82

OPACPORT=”82

OBS: Esses valores de portas (81 e 82) podem ser outros de sua preferência, entretanto esses valores vão se repetir mais a frente, fique atento. Escolhi esses números de porta para evitar conflitos.

Captura de tela 2016-03-24 08.07.28

11 – Habilitar o modo de Rewrite no Apache

-> sudo a2enmod rewrite

12 – Habilitar execução de CGI no Apache

-> sudo a2enmod cgi

13 – Reiniciar o serviço do Apache para que as alterações anteriores tenham efeito.

-> sudo service apache2 restart

14 – Criar a instancia de execução do KOHA

-> sudo koha-create –create-db koha_usp

Obs: o último parâmetro utilizado é o ‘koha_usp’, nome que escolhi para minha instância. Você pode escolher o nome que quiser. Entretanto é importante saber que precisaremos e repetiremos o nome da instância na continuação da instalação.

Verá após a execução que o serviço foi iniciado.

Captura de tela 2016-03-24 08.22.29

15 – Instalar a tradução para o Português.

-> sudo koha-translate --install pt-BR

16 – Configurar o apache para que ele abra as portas 81 e 82 para receber requisições Web, para isso vamos editar o arquivo ports.conf.

-> sudo nano /etc/apache2/ports.conf

Insira as linhas descritas abaixo no seu arquivo, lembre-se que essas portas foram as escolhidas anteriormente para o modulo administrativo e para o OPAC:

Listen 81

Listen 82

Captura de tela 2016-03-24 08.24.48

17 – Reiniciar novamente o serviço do apache

-> sudo service apache2 restart

18 – Quase pronto, agora é necessário realizar a instalação efetiva do software. Para isso acesse no seu browser o seguinte endereço:

->  http://localhost:81

Obs: esse será sempre seu endereço de acesso quando estiver na máquina da instalação. Caso queira se conectar de outra máquina via Web deverá usar o endereço IP digitando (http://XXX.XXX.XXX.XXX:81).

Captura de tela 2016-03-24 08.33.41

19 – Para continuar vai precisar de um usuário e uma senha que foram gerados no momento da criação da instância. Abaixo mostro como recuperar essas informações. É importante notar que na descrição do comando uso o nome da instancia, no meu caso ‘koha_usp’, atente-se a isso se usou um nome de instância diferente (passo 14).

Primeiro o comando para identificar o usuário, que em geral é koha_nomedainstancia (no meu caso é koha_koha_usp.

Para identificar o nome do usuário use:

->  sudo xmlstarlet sel -t -v ‘yazgfs/config/user’ /etc/koha/sites/koha_usp/koha-conf.xml

Veja o resultado:

Captura de tela 2016-03-24 08.43.12

Em seguida deve utilizar o comando para identificar a senha a ser usada, lembre-se novamente que na execução do comando vai o nome da minha instancia:

-> sudo xmlstarlet sel -t -v ‘yazgfs/config/pass’ /etc/koha/sites/koha_usp/koha-conf.xml

Veja o resultado:

Captura de tela 2016-03-24 08.43.32

20 – De posse se usuário e senha, entre no sistema (tela web http://localhost:81) e inicie o processo de configuração.

Captura de tela 2016-03-24 08.42.26

Captura de tela 2016-03-24 08.48.37

Captura de tela 2016-03-24 09.03.21Captura de tela 2016-03-24 09.03.31Captura de tela 2016-03-24 09.03.41Captura de tela 2016-03-24 09.03.51Captura de tela 2016-03-24 09.04.35

21 – Se chegou até aqui é porque deu tudo certo. Atente-se ao próximo passo, penso que para iniciar com o Koha é bem importante.

Captura de tela 2016-03-24 09.04.48

Ele oferece a opção de “instalar ajustes básicos de configuração”, penso que é importante aproveitar as configurações iniciais e pré-configurações do Koha, principalmente para iniciantes no sistema. Portanto clique no link e vá para próxima tela. Inclusive acho interessante marcar os dados de teste – “selecionar todos os dados de teste” –  (tela posterior) para que o sistema fique carregado com informações de exemplo (tipos de usuários, etc).

Captura de tela 2016-03-24 09.12.11Captura de tela 2016-03-24 09.14.16

22 – Estamos quase lá.

Captura de tela 2016-03-24 09.21.12

23 – Use seu usuário e senha para novamente logar no sistema. Os mesmos do começo do passo 20.

24 – Alteração do idioma.

Para fazer isso, ao logar no sistema clique em: Koha_Administration e depois em Global System Preferences e em Seguida no menu a direita em: I18N/L10N e então poderá selecionar a opção do idioma em português (tanto para sitema como para o OPAC).

Captura de tela 2016-03-24 09.24.46

 

Captura de tela 2016-03-24 09.24.56

 

Captura de tela 2016-03-24 09.29.43.png

Resultado:

Captura de tela 2016-03-24 09.30.47.png

25 – Com o sistema configurado, lembre-se que para acessar o OPAC precisa logar com outro endereço (configuramos a porta 82, ok).

Acesse no browser: http://localhost:82

Captura de tela 2016-03-24 09.31.08

 

26 – DIVIRTA-SE!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Workshop de Preservação Digital cria a Carta de Ribeirão Preto

As instituições públicas e privadas e o Comitê Gestor da Rede Memorial, representados pelos delegados abaixo relacionados, reunidos no Centro de Tecnologia da Informação da Universidade de São Paulo, Campus de Ribeirão Preto, em outubro de 2015, por ocasião do Workshop Preservação Digital, promovido pela Seção da América Latina e Caribe da Federação Internacional de Associações de Biblioteca e Instituições, cônscios de sua responsabilidade social, bem como, da necessidade e oportunidade de se expressarem publicamente, enquanto comunidade de interesse, vem divulgar no presente manifesto sua apreensão e posição para encorajar as autoridades públicas e privadas a adotarem políticas de preservação e acesso aberto aos bens do patrimônio científico, tecnológico e cultural brasileiro registrado em meio digital.

Considerando as recomendações contidas:

– na Carta de Preservação Digital da UNESCO, março de 2003;

– na Carta para Preservação do Patrimônio Arquivístico Digital Brasileiro do Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ) de 2004;

– nos objetivos e diretrizes contidas no Plano Nacional de Cultura do Ministério (PNC) criado pela Lei no. 12.343 de 02 de dezembro de 2010;

– nos Dez princípios e compromissos para a digitalização dos acervos memoriais que constam da Carta do Recife 2.0 da Rede Memorial de 2011;

– na Declaração da UNESCO de 21 de setembro de 2012, “Memória do Mundo na Era Digital: digitalização e preservação” (Carta de Vancouver);

– na Lei Cultura Viva, no. 13.018, de 22 de julho de 2014 do Ministério da Cultura, no seu artigo 63; e

– no IFLA Trends Report publicado em 2014,

– nas “Diretrizes para planejamento de digitalização de livros raros e coleções especiais” publicadas pela IFLA em janeiro de 2015.

e reconhecendo ainda os princípios defendidos pela(o):

– Rede Cariniana do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT);

– Articulação civil da Rede Memorial; e

– Programa Nacional de Acervos Digitais proposto pela Coordenadoria de Cultura Digital da Secretaria de Políticas Culturais do MINC;

manifestam inquietação com:

– a formalização da Política Nacional de Acervos Digitais, encabeçada pelo Ministério da Cultura, mas de interesse também dos demais Ministérios frente a sua transversalidade, caráter estratégico e impacto social;

– a pulverização de iniciativas governamentais e institucionais em distintas frentes duplicando o esforço e diminuindo a eficiência do gasto público;

– a demanda de um mapeamento dos acervos digitais custodiados por organizações públicas e privadas cujo conteúdo seja do interesse memorial para o patrimônio nacional;

– a urgência de articulação institucional em prol de uma Política de Curadoria Digital;

– a demanda não atendida de formação e capacitação de profissionais habilitados em Curadoria Digital.

e propõem e encorajam:

– a abertura de um instrumento de consulta pública com vistas a subsidiar a política integrada de acervos digitais, em especial no que se refere à preservação digital;

– a promoção da articulação de projetos, ações e pesquisas das diversas instituições interessadas, com o objetivo de compartilhar iniciativas, recursos,conhecimento e experiências no contexto deste Manifesto;

– o planejamento de um sistema nacional de memória a partir de um diagnóstico que aponte o estado da arte dos acervos digitais de interesse e memória nacional, identificando suas condições e riscos;

– o empoderamento dos delegados que subscrevem este documento, e outros profissionais e grupos de interesse, para atuarem como agentes junto às suas organizações em ações que consolidem políticas institucionais de preservação digital;

– as universidades e instituições de ensino, pesquisa e extensão a desenvolver iniciativas de reforma de seus currículos e criação de cursos de formação que atendam as demandas identificadas nos relatórios que apontam as tendências do século XXl;

– as instituições de Ensino, Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) e Cultura, no sentido de garantir e otimizar o processo de preservação e disponibilização da informação produzida, que deve ser de acesso público;

Esse é um instrumento aberto para adesão de interessados em dar suporte às considerações, apreensões e proposições nele contidas.

Ribeirão Preto, 23 de outubro de 2015.

ASSINAM A CARTA:

  • Marcos Galindo – Rede Memorial UFPE
  • Sueli Mara Soares Pinto Ferreira – IFLA LAC/USP FFCLRP
  • Ariadne Chloe Furnival – UFSCar
  • Bibiana Teixeira de Almeida – Embrapa
  • Caterina Groposo Pavão – CPD/UFRGS
  • Claudiane Weber – FEBAB/USP
  • Daniela Maciel Pinto – Embrapa
  • Divino Ignácio Ribeiro Junior – UDESC/LabTecGC
  • Edney Almeida de Brito – Centro Cultural São Paulo
  • Eliane Colepicolo – UFSCar
  • Felipe Augusto Arakaki – UNESP
  • Gabriel Vieira Cândido – PUC-SP
  • Geni Tofolli – Emp. Paulista Planejamento Metropolitano
  • Gisele Laura Haddad – USP/ECA/PPGMusica
  • Graciele Maria de Carvalho – UFOP
  • Ieda Martins – USP FFCLRP
  • Isabel Ariño Grau – UNIRIO
  • José Eduardo Santarem Segundo – USP FFCLRP/UNESP PPGCI
  • Luciana Garcia da Silva Santarem – Unimed Ribeirão Preto
  • Pedro Puntoni – Rede Memorial / Núcleo de Cultura Digital CEBRAP
  • Rachel Lione Banhos – Biblioteca Central USP Ribeirão Preto
  • Rafael Cobbe Dias – UNINTER / Rede Cariniana
  • Vera Mariza Chaud de Paula – Fundação Educacional de Ituverava
  • Vera Viana dos Santos Brandão – Embrapa

 

MANIFESTE SEU APOIO, ASSINE A CARTA

Livro – PENSADORES BRASILEIROS DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO E BIBLIOTECONOMIA

Atualização: o livro já está disponível para aquisição pelo valor de R$ 35,00.

Para adquirir entrar em contato com:
Editora UFPB
Facebook: https://www.facebook.com/editoraufpb/
Instagram: @editoraufpb
E-mail: atendimento.editora.ufpb@gmail.com
Telefone: (83) 3216-7147

 

Temos a honra de anunciar que no XVI Encontro Nacional de Pesquisa em Pós-Graduação em Ciência da Informação (Enancib – 2015) que acontece em João Pessoa/PB, de 25 a 30 de outubro, estaremos lançando o Livro: “PENSADORES BRASILEIROS DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO E BIBLIOTECONOMIA”, organizado pelos pesquisadores SOLANGE PUNTEL MOSTAFA, MÁRCIA REGINA DA SILVA e JOSÉ EDUARDO SANTARÉM SEGUNDO da USP de Ribeirão Preto, com autoria dos capítulos de diversos pesquisadores da Área da Ciência da Informação ao redor do Brasil.


O livro reúne a experiência pioneira de dez intelectuais brasileiros presentes nas primeiras movimentações da Ciência da Informação no Brasil, a saber: Maria Romano Schreiber, Cordélia Robalinho, Célia Zaher, Jannice Monte-Mór, Nice Figueiredo, Neusa Macedo, Hagar Espanha Gomes, Jaime Robredo e Johanna Smit.

Selecionamos uma segunda geração de autores para apresentar os pioneiros em capítulos assinados por colegas com quem temos alguma aproximação.

Mais do que biografias ou reminiscências autobiográficas delineiam-se aqui percursos epistemológicos de nossa história recente das ciências envolvidas com informação.

Como organizadores deste livro, queremos louvar os homenageados e agradecer aos comentaristas-autores dos capítulos deste livro ao aceitarem a tarefa com a satisfação e a responsabilidade dos que carregam a tocha olímpica, lançando-a sempre mais a frente.

Os organizadores!

Capa do Livro: Pensadores Brasileiros da Ciência da Informação e Biblioteconomia.

Capa do Livro: Pensadores Brasileiros da Ciência da Informação e Biblioteconomia.

Sumário

APRESENTAÇÃO……………………………………………………………………………………………07

1 BRAZILIAN INFORMATION SCIENCE: WHAT IS IT?…………………11

Solange Puntel Mostafa

Márcia Regina da Silva

2 MARIA ROMANO SCHREIBER: PARA UMA HISTÓRIA E PRESERVAÇÃO DO LIVRO…………………………………………………………………….21

Cristina Dotta Ortega

Maria da Conceição Carvalho

3 CORDÉLIA ROBALINHO DE OLIVEIRA CAVALCANTI: UMA ERUDITA NA BIBLIOTECONOMIA………………………………………………………..49

Márcia Regina da Silva

Deise Maria Antonio Sabbag

4 CELIA RIBEIRO ZAHER: PERSONALIDADE DA ÁREA DE INFORMAÇÃO NO BRASIL E NO EXTERIOR……………………………..71

Rosali Fernandez de Souza

5 O CONTROLE BIBLIOGRÁFICO NACIONAL NAS AÇÕES DE JANNICE DE MELLO MONTE-MÓR………………………………………………..95

Mariângela Spotti Lopes Fujita

6 NICE MENEZES DE FIGUEIREDO…………………………………………………….119

Cláudio Marcondes de Castro Filho

7 NEUSA DIAS DE MACEDO EM TRÊS PERSPECTIVAS: PROFISSIONAL, ACADEMICA E PESSOAL……………………………………….129

Sueli Mara Soares Pinto Ferreira

8 BRIQUET DE LEMOS: UM HUMANISTA DO NOSSO TEMPO…..149

Eliane Serrão Alves Mey

9 UM OLHAR SOBRE O PERCURSO ACADÊMICO DAPROFª HAGAR ESPANHA GOMES……………………………………………………….169

Maria Luiza de Almeida Campos

Ludmila dos S. Guimarães

10 JAIME ROBREDO: UM DESBRAVADOR DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO………………………………………………………………………………………189

Lena Vania Ribeiro Pinheiro

11 JOHANNA WILHELMINA SMIT……………………………………………………..205

José Augusto Chaves Guimarães

XII Semana de Estudos em Biblioteconomia e Ciências da Informação e da Documentação

Acontece a partir de amanhã (05/10) até 09/10 mais uma semana do CID.

As atividades serão na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras De Ribeirão Preto (FFCLRP-USP/RP).

Palestras: Anfiteatro Lucien Lison

A partir das 19h30.

Informações e inscrições: sebcid2015@gmail.com

Segue a programação:

Captura de tela 2015-10-04 21.04.07

WEBINARS PARA AMÉRICA LATINA E CARIBE 2014: “(1a.série) Direitos de autor e bibliotecas” e “(2a. série) Tendências Reportadas pela IFLA”

PROGRAMA DE WEBINARS PARA AMÉRICA LATINA E CARIBE 2014

 

ACESSO: Os participantes poderão assistir os eventos no link: http://iptv.usp.br/portal/transmissao/iflalac

 

Links para Programação completa em Português, Espanhol e Inglês.

 
Por mais de três anos a IFLA Continuing Professional Development and Workplace Learning e a IFLA New Professionals Special Interest Group  tem oferecido, com muito sucesso, diversos webinars abordando temas de interesse para bibliotecários, associações de bibliotecas, escolas de biblioteconomia, tomadores de decisões e profissionais atuando em bibliotecas. Agora, em parceria com a IFLA Latin American and the Caribbean Section e o Curso de Ciências da Informação e da Documentação e Biblioteconomia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo, Campus Ribeirão Preto, tem o prazer de apresentar duas novas séries de webinars em português e espanhol propostos para 2014 visando chegar ao público latino americano e caribenho.

Seguindo nossa tradição de excelência, essa nova série de webinars inclui especialistas de diferentes países apresentando programas de qualidades conforme apresentado a seguir.

Esperamos encontrá-los online, reservem as datas!

 

(1a.série) Direitos de autor e bibliotecas: por que é importante manter-se informado

Assista a uma série de eventos on-line (em espanhol e/ou português) com especialistas e interessados no tema dos direitos autorais, que estarão apresentando uma visão geral sobre a situação da América Latina e Caribe, os últimos acontecimentos e temas da atualidade. Ademais, discutiremos por que é importante aos bibliotecários e profissionais de informação manterem-se informados acerca destes temas tão relevantes para o melhor desenvolvimento de nossas atividades.

Coordenadora das seções: Sueli Mara S.P. Ferreira – IFLA/LAC e USP

Moderadora espanhol: Maria Juliana Soto – Prensa Fundación Karisma, Colombia

Moderador português: José Eduardo Santarem Segundo – Universidade de São Paulo,Brasil

 

3a. feira, 04 de novembro de 2014 – 14h*

Palestrante: Alicia Ocaso-Ferreira

Tema: Informação sobre o panorama mundial, com base no trabalho que vem sendo desenvolvido pela IFLA e CLM nos foros mundiais. Relatos, assuntos de interesse e atualizações sobre o Creative Commons e a Wikimedia.

Idioma: ESPANHOL

Biografia: Alicia é Presidenta da Asociacion de Bibliotecologos del Uruguay, Membro do Comité de Derechos de Autor y Asuntos Legales (CLM) da IFLA.

4a. feira, 5 de novembro de 2014 – 14h*

Palestrante: Claudio Ruiz

Tema : Informação atualizada sobre o panorama atual dos direitos de Autor na América Latina e ultimas tendências

Idioma: ESPANHOL

Biografia: Claudio é Diretor Executivo da ONG Derechos Digitales, Chile. Dirige projetos vinculados a defensa e promoção dos direitos fundamentais envolvidos com a internet, particularmente a liberdade de expressão, direitos de autor e acesso ao conhecimento. Colabora com a IFLA em várias iniciativas internacionais. É professor diplomado em Propriedade Intelectual.

 

2a. Feira, 10 de novembro, 2014 – 14h*

Palestrante: CAROLINA ROSSINI

Tema: ABC dos direitos do autor, incluindo propostas de mudanças na LDA (Lei de Direitos de Autor no Brasil) e licenças aberta.

 

Idioma: PORTUGUES

Biografia: Carolina é Vice Presidenta de Direitos Internacionais e Estratégia na Public Knowledge. Tem mais de 14 anos de experiência em direito internacional, negociações de transações e política, com um enfoque específico para Internet, telecomunicações, propriedade intelectual e os direitos humanos. Também atua como associada ao Global Partners International Digital e como bolsista no New America Foundation Lab-X. Faz parte do advisory boards das seguintes instituições: Alliance for Affordable Internet (Deputy member), Open Knowledge Foundation tanto paramo Reino Unido como para o Brasil, Saylor Foundation nos EUA, Instituto Educadigital e o InternetLab esses dois ultimos no Brasil. Anteriormente, Carolina foi Diretora de Projetos do New America Foundation’s Open Technology Institute, e Diretora de Propriedade Intelectual Internacional no Electronic Frontiers Foundation (EFF), e bolsista no Berkman Center de Harvard University. Antes de se mudar para os EUA em 2007, Carolina trabalhou no Centro de Tecnologia e Sociedade como um coordenador do projeto, e como advogado de ISP da Telefônica no Brasil. Ela tem um LL.M.on IP da Universidade de Boston, um MBA pelo Instituto de Empresas e Mestrado em Negociações Econômicas Internacionais pela UNICAMP / UNESP, e um JD pela Universidade de São Paulo – USP.

 

3a. feira, 11 de novembro, 2014 – 14h*

Palestrante: Cristiana Gonçalvez


Tema
: O debate internacional do direito de autor e os bibliotecários

Idioma: Português

Biografia: Cristiana é pesquisadora sênior e doutoranda em Relações Internacionais na Universidade de São Paulo (USP). Fez mestrado em Sociologia na mesma universidade e trabalhou como pesquisadora nas áreas de direito autoral e privacidade por seis anos no GPOPAI- Grupo de Pesquisa em Política Públicas para o Acesso à Informação da Escola de Artes e Ciências Humanas da USP. Acompanha as negociações em direitos autorais e patentes na Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI) como representante da Civil Society Coalition (CSC), uma coalizão internacional de organizações de direitos dos consumidores, de interesse público e de defesa dos países em desenvolvimento. Foi assessora técnica no Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e atualmente compõe a Comissão Brasileira de Direitos Autorais e Acesso Aberto da Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Associados (FEBAB).

 

4a. feira, 12 de novembro, 2014 – 14h*

Palestrante: Sueli Mara Soares Pinto Ferreira


Tema:
O direito autor e as publicações em novos formatos

Idioma: Português

Biografia: Sueli Ferreira é Professora Titular da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto, orientadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da mesma Universidade. Doutora em Ciências da Comunicação. Diretora do Sistema Integrado de Bibliotecas no período de 2010 a 2013. Membro do Comitê Latino Americano de do Caribe da IFLA (IFLA/LAC) e da Comissão Brasileira de Direitos Autorais e Acesso Aberto da Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Associados (FEBAB).

 

(2a. série) Tendências Reportadas pela IFLA

As tendências futuras discutidas no Relatório IFLA TRENDS lançado em 2013 (trends.ifla.org) são de natureza tal que se alteram continuamente. Bibliotecários de todo o mundo, continuam acompanhando tais tendências e discutindo como elas impactam as bibliotecas e os serviços que oferecem. Nesses webinars, vamos debater as ultimas atualizações apresentadas pela IFLA, em Lyon, 2014.

Coordenadora das seções: Sueli Mara S.P. Ferreira – IFLA/LAC e USP

Moderadora espanhol: Loida Garcia-Febo, Junta de Gobierno de IFLA, CPDWL, NPSIG

Moderador português: Claudiane Weber, UFSM e USP.

 

 

2a. feira, 17 de novembro, 2014 – 14h*

Palestrante: Jesus Lau

Tema: Futuro: uma estrada com muitos caminhos

Idioma: ESPANHOL

Biografia: Ganhador da Medalha IFLA 2014. Bibliotecário de reconhecimento internacional. Diretor de bibliotecas. Pesquisador. Escritor. Professor na área de biblioteconomia. http://jesuslau.com

3a. feira, 18 de novembro, 2014 – 14h – 15h*

Palestrante: Sueli Mara Soares Pinto Ferreira

Tema: Tendências e mudanças no ambiente informacional.

Biografia: Sueli Ferreira é Professora Titular da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto, orientadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da mesma Universidade. Doutora em Ciências da Comunicação. Diretora do Sistema Integrado de Bibliotecas no período de 2010 a 2013. Membro do Comitê Latino Americano de do Caribe da IFLA (IFLA/LAC) e da Comissão Brasileira de Direitos Autorais e Acesso Aberto da Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Associados (FEBAB).

—————————

INSCRIÇÃO:

Não é necessário inscrição antecipada, ela será feita durante o evento para aqueles que necessitarem de certificados de participação. Orientações sobre tal procedimento serão fornecidas durante o webinar.

————————–

ACESSO:

Os participantes poderão assistir os eventos no link: http://iptv.usp.br/portal/transmissao/iflalac

 

Todas as sessões terão a duração de UMA hora, logo após as apresentações serão dedicados 20 minutos para perguntas e comentários dos participantes, as quais poderão ser enviadas, durante todo o evento, para o email: iflalac.webinar@gmail.com

—————————————

*IMPORTANTE:

– Os horários aqui marcados correspondem a Brasilia, Buenos Aires, Asunción, Santiago y Paramaribo.

– Verifique o horário em outras localidades da América Latina em: http://www.timeanddate.com/worldclock/custom.html?continent=samerica

– Horários ao redor do mundo : http://www.timeanddate.com/worldclock/

—————————————-

Perguntas e pedido de informação com as coordenadoras das séries:

Loida Garcia-Febo – loidagarciafebo@gmail.com

Sueli Mara S. P. Ferreira – sueli.ferreira@gmail.com

 

Mais informações: http://blogs.ifla.org/lac/?p=655

 

Equipe de trabalho:

Loida Garcia-Febo, Junta de Govierno de IFLA, IFLA CPDWL, NPSIG

Sueli Mara Ferreira, IFLA LAC e FFCLRP/USP

José Eduardo Santarem Segundo, FFCLRP/USP

Sigrid Karin Weiss Dutra, Presidenta IFLA LAC

Silvia Cecilia Anselmi, IFLA LAC

Ruth Helena Vallejo, IFLA LAC

Juanita Jara de Sumar, IFLA CPDWL

Alexandre Magno Vieira Lima, CIRP/USP

Vinicius Costa Lima, CIRP/USP

 

________________________

Mais informações e acesso aos vídeos de webinars passados: “New Librarians Global Connection: best practices, models and recommendations.” http://www.ifla.org/node/6141

CPDWL – Continuing Professional Development and Workplace Learning Section

NPSIG – New Professionals Special Interest Group

LAC – Latin America and the Caribbean Section

USP – University of São Paulo, Ribeirão Preto, Brazil

%d blogueiros gostam disto: