Arquivo da tag: Oracle

Equipe do OpenOffice começa a abandonar o barco

Conforme já havíamos comentado, muitos usuários estavam descontentes com a maneira como a Oracle estava tocando o desenvolvimento do OpenOffice, e resolveram criar um fork chamado LibreOffice, livre das amarras da empresa.

Apesar da garantia da Oracle de que o desenvolvimento do OpenOffice estava indo muito bem, obrigado, a realidade parece estar mostrando justamente o contrário.

Em carta aberta, 33 desenvolvedores do OpenOffice (entre eles, alguns contratados da própria Dell) anunciaram estar saindo do projeto e migrando para o LibreOffice.

Com um título chamativo (“Todo fim é um novo começo”), a carta explica os motivos que levaram à debandada da equipe, em especial a dificuldade da Oracle em aceitar que o projeto precisa de mudanças na administração.

Pelo visto, não demora muito e não haverá quem esteja disponível para tocar o OpenOffice.

O conteúdo da carta, assim como o nome de todos os desenvolvedores que abandonaram o projeto, pode ser visto na lista de discussão do OpenOffice.

 

Fonte: Tecnoblog

 

Anúncios

Comunidade OpenOffice anuncia separação da Oracle

Com a criação de uma nova fundação e a marca LibreOffice, desenvolvedores buscam se libertar da empresa de Larry Ellison.


Um grupo de desenvolvedores da suíte de produtividade OpenOffice.org anunciou, nesta terça-feira (28/9), o fim do vínculo com a Oracle, a partir da fundação de uma nova entidade voltada a guiar o futuro da ferramenta. A organização, batizada The Document Foundation, cuidará da distribuição de uma versão do conjunto de aplicativos, que será denominado LibreOffice.

O movimento é mais um capítulo no histórico de brigas entre a Oracle e a comunidade de código aberto, desde que a companhia adquiriu a Sun. Obanco de dados MySQL e a ferramenta de desenvolvimento Java são os principais protagonistas dessa disputa.

Nascida como StarOffice, a suíte foi rebatizada para OpenOffice.org após a compra da empresa alemã StarDivision pela Sun em 1999. A Oracle incorporou a ferramenta com a compra da Sun, completada no início deste ano, mas desde então desagrada membros da comunidade.

De acordo com Charles H. Schulz, um dos líderes de desenvolvimento do OpenOffice, a comunidade sentia que a Oracle os tratava mais “como parte do problema do que como solução”.

Schulz não considera o LibreOffice como um “fork”- nome dado à ferramenta que tira vantagem de um software de código aberto com licença livre, iniciando um desenvolvimento paralelo. Em vez disso, ele diz que a suíte será a continuação do projeto inicial do OpenOffice.org.

O nome LibreOffice ainda é temporário. A fundação solicitou à Oracle o uso da marca OpenOffice.org e convidou a empresa a participar da iniciativa.

A fundação afirma que já recebeu amplo apoio de outras companhias, como Google, Red Hat e Canonical, distribuidora do Ubuntu.

Até o momento, a Oracle não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

ODF

Segundo Charles Schulz, a The Document Foundation apoia o ODF (Open Document Format), e está disposta a trabalhar junto com a OASIS para a próxima evolução da norma ISO. “The Document Foundation traz para mesa o ponto de vista dos desenvolvedores, apoiadores e usuários, e isso pode acelerar o processo de adoção do ODF nas diversas instâncias governamentais e empresariais”, disse ele.

Fonte: Computerworld


Oracle adquire a Sun…US$ 7,4 bilhões

Negócio de US$ 7,4 bilhões, também coloca a Oracle no segmento de sistemas operacionais e amplia sua participação no suporte à Java.

Leia mais na Computerworld

Fonte: Computerworld

Oracle anuncia 11g para o mercado brasileiro

A Oracle acaba de anunciar, em evento que ocorreu em São Paulo esta manhã, a versão 11g de seu banco de dados. O programa chega para substituir a versão 10g, lançada pela empresa em janeiro de 2004.

De acordo com a companhia, já foram treinadas 16 mil pessoas que trabalham nos ISVs (parceiros) na América Latina e tem mais 12 mil em testes. Embora não divulgue valores de crescimento por segmento de produto, a companhia teve um aumento nas vendas de licenças em 25% neste trimestre (o primeiro de 2008), em relação ao mesmo período do ano anterior; e 26% de aumento em receita no mesmo período.

Entre as novas funcionalidades do sistema, carro-chefe da companhia, estão a melhor gestão de crescimento de dados, capacidade de armazenamento de arquivos tipos XML, melhorias na compressão de dados, e novos recursos em ILM (Information Lifecycle Management).

“O mercado brasileiro é muito sensível a aquisições de novo hardware, e uma das vantagens do produto é que não é necessária a compra de novos equipamentos. Há uma grande aposta na melhoria do gerenciamento”, explica Adriano Chemin, vice-presidente de vendas indiretas da Oracle no Brasil.

Fonte: Computerworld, 25/09/2007

%d blogueiros gostam disto: